Senge-DF

Visite o site do Sindicato de Engenheiros de Brasília www.sengedf.com.br

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Eleição para o SINAENCO

Recebemos da Chapa 2 para a eleição da diretoria do Sindicato Nacional de Arquitetura e Engenharia Consultiva a solicitação de divulgação do seu prospecto de campanha. A entidade é de grande importância para a valorização da Engenharia e da Arquitetura nacionais, principalmente nesta época em que os problemas de infraestrutura e de mobilidade urbana assumem proporções gigantescas.
O espaço neste blog está disponível para a divulgação das plataformas eleitorais das demais candidaturas.


Sérgio Castejon Garcia é o atual presidente do Sinaenco-DF

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Professor de engenharia é “doutorzeco”?

Fica autorizada a reprodução deste artigo desde que citada a autoria e o endereço deste blog

Eng.Civil Danilo Sili Borges

Na edição de primeiro de maio deste ano, a revista Veja publicou artigo do conhecido economista e professor Claudio de Moura Castro intitulado O muro de arrimo do “doutorzeco”. Resolvi não trazê-lo, de imediato, a este blog, só o fazendo agora, de caso pensado, como segunda dose de uma vacina que provocou coceiras nas instituições de ensino que ministram cursos de engenharia e nos formuladores das políticas para o ensino superior do MEC. A reação contida, mas sentida é natural, afinal desnuda um dos pontos fracos da formação dos engenheiros no Brasil.
Há algum tempo, a questão levantada pelo articulista vem incomodando professores mais antigos de engenharia, doutores ou não, sensíveis para a necessária adequação entre a formação e o exercício profissional dos engenheiros. A engenharia, como as demais formações tecnológicas estão assentes em conhecimentos científicos, quer do domínio das chamadas ciências puras, quer das ciências próprias de especialidades profissionais.
As equipes docentes devem contar com professores em tempo integral e dedicação exclusiva, com relevantes formações em suas áreas científico-profissionais, pois eles é que trabalham nos avanços e nas inovações e isso também é engenharia. São indispensáveis, no entanto, os profissionais que fazem o exercício cotidiano da profissão, aqueles de alto desempenho nos projetos, canteiros de obras e nas plantas industriais. Estes estão faltando nas salas de aula dos cursos de engenharia, e há como que um bloqueio evitando suas contribuições à academia.
O desacerto está em querer estabelecer padrões únicos para avaliar docentes de áreas tão diferentes. O mundo não se reduz a publicação de papers. Afinal, universidade trata da complexidade de todos os diferentes assuntos, da universalidade das coisas. E isso não cabe numa forma.
Mais bom-senso, menos corporativismo, vaidades contidas dão a receita para eliminar as causas da coceira provocada pela publicidade dada à questão.

Acesse o artigo do professor Moura Castro O muro de arrimo do doutorzeco 

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Eco Brasília, a nova revista

Fica autorizada a publicação desta matéria desde que citada a autoria e o endereço deste blog

Eng. Civil Danilo Sili Borges

Recebi  o primeiro número da revista Eco Brasíla produzida pelo competente jornalista Andrés Gianni.  A publicação, de distribuição gratuita, se propõe tratar a questão da sustentabilidade na sua acepção mais geral, tendo foco no meio ambiente, nos direitos humanos, na inclusão social e na cultura da paz.

A matéria da capa é uma entrevista exclusiva com Fritjof Capra, autor de O Ponto de Mutação, de o Tao da Física entre outros. Destacados intelectuais comparecem com matérias de interesse, dentre os quais Leonardo Boff.
Nesse primeiro número, avaliações dos resultados da Rio+20, passados algumas semanas do seu encerramento, quando a poeira já assentou, são valiosos para a formação de um juízo crítico equilibrado daquele evento e das perspectivas de suas consequências.

No portal www.ecobrasilia.com.br a revista pode ser baixada. Contato com o editor pode ser feito pelo endereço contato@ecobrasilia.com.br , inclusive para solicitar o exemplar em papel, o que vale a pena para se poder apreciar a sua excelente parte gráfica.

Andrés Gianni tem há muito tempo emprestado seu talento aos engenheiros, sendo o editor do jornal Voz do Engenheiro do Sindicato dos Engenheiros do Distrito Federal   e organizador do Prêmio Brasil de Engenharia com o mesmo sindicato.

Ao engenheiro cabe transformar recursos naturais em bens para a segurança e conforto da humanidade, usando os conhecimentos que as ciências disponibilizam. Certamente suas ações têm impactos na natureza e na sociedade. Por isso recomendo fortemente aos colegas a leitura sistemática da Eco Brasília.