Senge-DF

Visite o site do Sindicato de Engenheiros de Brasília www.sengedf.com.br

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Livro precioso para os "barrageiros"

O Eng. Civil Geraldo Magela Ferreira acaba de lançar o livro Projeto de Usinas Hidroelétricas  -  passo a passo. A obra preenche lacuna no mundo editorial da engenharia, disponibilizando a experiência do autor em mais de 40 anos no setor, para servir de apoio aos colegas dedicados ao projeto e a construção de hidroelétricas.
A competência brasileira nesse campo é mundialmente reconhecida, apesar dos erros estratégicos cometidos por alguns governos que minimizaram a importância da geração de energia por via hídrica, o que nos levou ao "apagão" dos anos 90 e às dificuldades atuais, provocando o uso intensivo de termoelétricas, com custos elevados financeiros e ambientais.

PROJETO DE USINAS HIDRELÉTRICAS - passo a passo.
Geraldo Magela Pereira. 2015



RESUMO
O livro “Projeto de Usinas Hidrelétricas – passo a passo” foi organizado com o objetivo de tentar facilitar o desempenho da vida profissional das novas gerações de engenheiros que venham a ingressar no Setor Elétrico, englobando em um texto único todas as disciplinas que o projeto envolve, com uma visão generalista do projeto e incluindo a legislação, destacando a importância que os reservatórios têm desde a antiguidade. Os capítulos foram organizados com base na experiência do autor e neles encontra-se um mínimo da teoria de cada disciplina, seja da engenharia civil (topografia, hidrologia e hidroenergia, hidráulica, geologia e geotecnia), da engenharia mecânica e da engenharia elétrica, bem como da engenharia ambiental. O Capítulo 1 aborda a “História das Usinas Hidrelétricas”. O Capítulo 2 trata do “Planejamento da Geração de Energia Hidrelétrica e das Fases de Estudos”, por bacia hidrográfica e considerando os usos múltiplos da água, incluindo a Avaliação Ambiental Integrada da bacia. O Capítulo 3 trata dos “Tipos de Usinas e Tipos de Arranjos”. O Capítulo 4 apresenta os “Estudos Hidrológicos e Energéticos”. O Capítulo 5 apresenta os Estudos Geológicos e Geotécnicos. Os capítulos seguintes, 6 ao 8, abordam o dimensionamento das as estruturas definitivas do aproveitamento hidrelétrico: Capítulo 6 “Barragens”; Capítulo 7 “Vertedouros”; Capítulo 8 “Circuito Hidráulico de Adução e Geração”, incluindo: Canal de Adução, Tomada de Água, Conduto(s) Forçado(s), ou Túnel de Adução, Chaminé de Equilíbrio, Casa de Força e Canal de Fuga. O Capítulo 9 apresenta os “Equipamentos Mecânicos” da usina: Comportas, Válvulas e Turbinas. O Capítulo 10 apresenta os “Equipamentos e Sistemas Elétricos”, os Geradores, o Arranjo Geral das Unidades, os Transformadores, os Sistemas Auxiliares Elétricos, os Sistemas de Proteção, a Subestação da Usina e a Interligação ao Sistema de Transmissão, bem como um resumo dos aspectos relacionados com a Operação e Manutenção da Usina. O Capítulo 11 trata do “Planejamento da Construção” da usina, incluindo o Projeto de Desvio do rio, bem como o Cronograma das Obras e às Modalidades de Contratação atualmente praticadas no país. Finalmente, o Capítulo 12 apresenta um resumo sobre os Riscos associados aos aproveitamentos hidrelétricos e a Gestão do Patrimônio das Obras Hidráulicas, incluindo um resumo dos principais acidentes ocorridos com barragens pelo mundo.
O livro pode ser adquirido em livrarias especializadas ou nos sites
e-commerce Fernanda Abreu: site@ofitexto.com.br
livro papel Verônica Silva: atend@ofitexto.com.br
site da editora: www.ofitexto.com.br

RESUMO DO CURRÍCULO DO AUTOR
GERALDO MAGELA PEREIRA

Engenheiro Civil (UnB – Junho de 1974) com 40 anos de experiência em projetos de usinas hidrelétricas, nas áreas de geotecnia, hidráulica, incluindo estudos hidráulicos em modelos reduzidos, arranjos e planejamento da construção, coordenação de projetos (25 anos), nas fases de: Estudos de Inventário, Estudos de Viabilidade, Projetos Básicos e Projetos Executivos. Nos últimos 20 anos, após as mudanças institucionais no Setor Elétrico, participou ativamente na área comercial no desenvolvimento de propostas e negócios para o desenvolvimento de empreendimentos em contratos tipo EPC. Principais projetos: UHE Balbina (250 MW); UHE Rosana (320 MW); UHE Tucuruí (1ª fase-4.000 MW), incluindo o treinamento da equipe de operação as 23 comportas do Vertedouro; UHE Santa Isabel Alta (2.200 MW); UHEs Salto da Divisa e Itapebi; UHEs Canoas I (72 MW) e Canoas II (82,5 MW); diversas PCHs totalizando 1.000 MW, aproximadamente; Coordenou para a ELETROBRÁS (1997/1998) a revisão do Manual de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). Diversos Estudos de Inventário, sendo os principais: rio Sucuriú (MS), rio Tocantins (TO), rio Teles Pires (MT).





Nenhum comentário:

Postar um comentário